Comitê de Solidariedade pela Vida forma primeira turma de Patchwork


Cerca de 30 alunos itapevienses receberam, sexta-feira, dia 21/10, o certificado de conclusão de curso da primeira turma de Patchwork, formada pelo Comitê de Solidariedade pela Vida, na Vila Nova Itapevi. O patchwork, que numa tradução literal significa “trabalho com retalho”, é uma técnica que une tecidos com uma infinidade de formatos variados, usada para confecção de tapetes, almofadas, bolsas, colchas, etc.

“Hoje é um dia muito importante, pois, estamos formando a primeira turma desse curso que, com certeza, será a primeira de muitas outras. O Comitê já tem 16 anos de vida e o objetivo principal de atender a comunidade em suas mais variadas necessidades. Esses cursos são  muito importantes porque ao mesmo tempo que dá ferramentas para que os alunos aumentem sua renda familiar, também possibilitam a integração social e a formação de novas amizades”, disse a presidente do Comitê de Solidariedade pela Vida, Dalvani Caramez.

Segundo a professora de patchwork, Rosângela Quirino, o próximo curso que tem início já, segunda-feira, 24/10, será com técnicas avançadas e de acabamento e terá a duração de dois meses, em aulas semanais de duas horas. As turmas são compostas por até 10 alunos. “Fazemos questão de termos turmas pequenas para que possamos nos dedicar a todos os alunos”, disse a professora.